Jovem grávida é morta pelo namorado; mãe descobre desfecho do crime na TV


A jovem Marcela Aranda Thomaz Baptista, de 21 anos, estava grávida de 4 meses do namorado Carlos Pinho dos Santos, de 26. Ela foi vista pela última vez em Guarulhos no dia 8 de fevereiro. Na última segunda-feira, 17, o corpo da moça foi encontrado. O namorado confessou o crime.

 Revoltante, o Caso Marcela seria mais um no meio de tantos crimes de feminicídio diários que acontecem na grande São Paulo. De acordo com a delegada Raquel Kobashi Gallinati, presidente do Sinpesp (Sindicado dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo), o crime é o que mais cresce no estado. No último ano, o crescimento foi de 14%. O caso se tornou ainda mais repugnante por ter sido tratado de maneira sensacionalista e desumana pelo Cidade Alerta, programa da TV Record.

A mãe da vítima, dona Andreia, que ainda não sabia que a filha estava morta, estava ao vivo conversando com o apresentador Luiz Bacci quando disse: “eu já chorei muito, não tenho dormido. Estou na fé que minha filha esteja viva. Estou esperando”. Poucos minutos depois, ela foi surpreendida com a notícia de que o corpo de Marcela tinha sido encontrado.

Totalmente desnorteada, a senhora desmaiou ao vivo e foi socorrida, mas não sem antes o programa expor alguns segundinhos do sofrimento alheio em troca de audiência. O caso continuou a ser discutido pelo apresentador e o advogado Alan, que estava na linha. Na sequência, imagens da mãe sendo ajudada foram colocadas no ar novamente. Bacci disse que a mulher tinha acabado de perder a mãe em uma enchente que acometeu Guarulhos.

Carlos Pinho dos Santos, de 26 anos, vai responder pelo crime cometido após ter se entregado à polícia. O assassino disse que tudo não passou de uma fatalidade, apesar de ter calculadamente escondido o corpo. Por ter se apresentado à Justiça, ele escapa do chamado “período de flagrante”, que agravaria a pena.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.